quinta-feira, 1 de abril de 2010

Amor, estranho amor


Eu que sempre pensei que lia pensamentos. Praticamente. E sempre fiz o maior esforço para colocar uma parede imaginária entre os outros e os meus sentimentos. Não gosto de me expor assim. Tudo o que eu faço, tem um mar de pensamentos envolvidos, é profundo e analisado.

Engraçado que quando te vi passando, foi muito rápido. E naquela rua. Bem ali, naquela esquina, como se meu futuro passasse na minha frente. E eu, que sempre analisei, posterguei, demorei, me joguei. Te olhei, e nem quis fazer previsões. Te queria, e já. E eu, que nunca fiz o menor esforço para conquistar alguém, fui atrás.
Mas devido a minha desconfiança intrínseca, sempre negava. Estou só curtindo.... Anos depois eu fui perceber, que tamanha atração de dois corpos não pode ter outro nome, senão amor. Amor, que já foi mais desconfiado, ciumento, ansioso.

E hoje eu queria te dizer, por mais meloso que possa parecer. (E sabes, já disse, não gosto de me expor). Eu queria te dizer, que é simplesmente amor. Daqueles profundos, mas impossíveis de analisar.
Aprendi isso contigo. É simples. Simples assim, sem muita análise. As pequenezas e complicações passam com a semana. Eu posso complicar, e tu vai lá e resolve. Resolve, e sem muita ladainha, lê meu pensamento. Faz parecer tão fácil. Minha parede imaginária derrete, e eu me rendo totalmente.
E tu, que apesar dos olhos transparentes, sempre me intriga com teu silêncio.Eu falo, falo e falo. Planejo, ensaio, e quase te obrigo a concordar. Acendo todas as luzes, experimento todas as roupas e peço tua opinião. E tu faz, aham, bota o violão para o lado e estende o braço. Cheiro teu pescoço, beijo teu peito e te agarro com as coxas. No outro dia tu me traz café, e eu penso, quero viver para sempre assim.

Feliz aniversário.
Te encontro na Garibaldi.
Mari.

3 comentários:

  1. Parabéns Cabelo!!!!Bi e Dametto

    ResponderExcluir
  2. Sou testemunha desse amor, sou fã dessa entrega, que poucos têm a chance (coragem) de viver. Fiquei emocionada lendo o que tu escreveste, Mari, acho lindo ver vocês assim, bem, felizes e crescendo juntos. Parabéns pro Cabelo pelo aniversário, mas mais ainda parabéns aos dois por estarem construindo uma história de amor das mais genuínas e contagiantes. Sempre quero estar por perto, vendo tudo, convivendo tudo. Minha amiga amada, beijos para ti.

    ResponderExcluir